Notícias › 17/07/2018

Cardeal Baldisseri: Amoris laetitia? Uma bússola

O tema da família unido ao dos jovens. O Cardeal Lorenzo Baldisseri secretário geral do Sínodo dos Bispos, ao falar sobre a videomensagem enviada à Assembleia trienal dos Jovens em Martinica, organizada pela Conferência Episcopal das Antilhas, explica como o Papa evidencia a relação, estreita e inseparável, entre família e jovens. “Papa Francisco pede aos jovens que sustentem a instituição familiar para que continue a ser um lugar onde seus filhos possam crescer de modo sadio”, afirma Baldisseri.

Transformar a família sem esquecer as raízes

Porém, para apoiar melhor a família é preciso transformá-la. Papa Francisco confia a tarefa aos jovens e estimula-os a não ficarem acomodados, observa o cardeal Baldisseri: “Devem lutar. O Santo Padre estimula-os quando os adverte para que não fiquem acomodados. E quais são os instrumentos que os jovens têm para enfrentar a luta? A primeira arma é usar as instruções corretas, que podem ser encontradas na exortação apostólica Amoris Laetitia. Exatamente no quarto capítulo como recorda o Papa. Ao mesmo tempo devem trabalhar para que estes princípios sejam o hoje e o amanhã. Sem cancelar as raízes do passado. Sem o qual, e isso Papa Francisco deixa bem claro, não há um amanhã. E toda a sociedade deve ajudá-los a não esquecer as raízes, deve haver um esforço coletivo”.

A nomeação dos presidentes delegados do Sínodo dos jovens: é a Igreja da periferia que se faz centro

O próximo sínodo dos jovens, programado de 3-28 de outubro deste ano, não deixará de lado o tema da família. Ao contrário, será central garante Baldisseri, porque “nestes dois anos de preparação nos demos conta de que os jovens têm a família no coração. Ela está presente nos seus pensamentos e nos seus desejos”.

Papa Francisco, em 14 de julho passado nomeou quatro presidentes delegados do Sínodo: o cardeal Louis Raphael I Sako, Patriarca de Babilônia dos Caldeus, o cardeal Desire Tsarahazana, arcebispo de Toamasina (Madagascar), o cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Yangon (Myanmar) e o cardeal John Ribat, Arcebispo de Port Moresby (Papua Nova Guiné).

Cardeal Baldisseri comenta com entusiasmo: “Com estas nomeações, o Papa deu um caráter universal ao Sínodo. Quer chegar aos confins do mundo”.

Por Vatican News

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *