Palavra do Pastor
  • A+
  • a-

Assembéia Regional de Caxias

Caríssimos irmãos e irmãs, saudações em Cristo Jesus!

Sabemos que todos os padres, diáconos, religiosas, seminaristas e o povo de Deus, em geral estão visitando as famílias e realizando encontros de reflexão para que a experiência do dízimo possa ser vivida por mais católicos.   Estamos acompanhando com nossas orações e súplicas a Semana Diocesana do Dízimo que está acontecendo em todas as paróquias da nossa diocese de Viana. Lamentamos não estar ai com vocês. Mas, sabemos em quem confiamos!

Estamos em Caxias, onde se realiza a 16ª Assembléia Regional de Pastoral – com a presença de todos os bispos do Maranhão, cerca de 20 presbíteros, religiosas, leigos e leigas delegados(as) das dioceses e das pastorais, movimentos e organismos da Igreja no Regional. Iniciamos dia 11, com a celebração da Eucaristia, as 18h00, seguido do almoço e abertura oficial, apresentação das delegações e encaminhamentos dos trabalhos para o dia seguinte.

Dia 12, depois da Oração das Laudes – louvor matinal que evoca no despertar da criação a circunstância da Ressurreição do Senhor – iniciamos pra valer os trabalhos. Foi feito um resgate do Plano de Pastoral do Regional, trazendo à tona as prioridades que nortearam a caminhada da Igreja no Maranhão, nos últimos 3 anos. Vimos que as diocese e pastorais se esforçaram para viver a formação integral, as políticas públicas com participação nos Conselhos e iniciativas de controle social. Constatamos um certo arrefecimento das CEB’s, particularmente na sua articulação e organização. Um outro ponto importante é o fortalecimento das ações em vista da auto-sustentação da Igreja, através do dízimo e das ofertas.

Na parte da tarde, olhamos a realidade do Maranhão em todos os ângulos possíveis: social, econômico, político, cultural, religioso. Mereceu uma atenção especial a questão Indígena, da terra e dos afro-descendentes, os quilombolas. Tudo foi feito a partir de um texto elaborado participativamente pelas dioceses, onde se configura a realidade maranhense. Em um trabalho de grupo, lemos o texto com cuidado nos dando conta da recepção que teve na vida da Igreja, das coisas vividas pelo povo que não constavam na redação e finalmente destacando o que é desafio à nossa missão evangelizadora, à vida sócio-econômica e política-cultural. Os problemas inerentes ao aspecto religioso chamou muito nossa atenção.

+ Dom Sebastião Lima Duarte - bispo de Viana

A Assembléia esta sendo transmitida ao vivo pelo site: www.pjcaxias.org