Palavra do Pastor
  • A+
  • a-

Semana Diocesana do Dizimo

Mensagem de Dom Sebastião Lima Duarte

Prezados irmãos e irmãs, estamos em estado de Santas Missões Populares, como todos sabem, e os compromissos de bem realizá-la consomem nosso pensar e nosso agir, mas ainda temos fôlego que nossa vontade provoca e nosso querer dá garantia de que ainda podemos realizar outras atividades. Nesse sentido o Conselho Diocesano de Pastoral e a Pastoral do Dízimo, atento às urgências e necessidades advindas de todas as paróquias, pastorais, seminário e da própria diocese, estão propondo um grande mutirão sobre o Dízimo, chamado de Semana Diocesana do Dízimo. O objetivo é despertar nos cristãos católicos a consciência desta prática tão antiga e que para muitos parece novidade, sensibilizar a todos e todas de que sendo Igreja temos a responsabilidade de sustentar sua ação evangelizadora e caritativa para que as pessoas creiam em Jesus Cristo, nosso Redentor, e crendo tenham a vida eterna. Um canto entoado pelas Comunidades Eclesiais de Base, reforça esse nosso empenho: "Eu sou igreja, tu és igreja, somos igreja do Senhor. Irmão, vem ajuda-me, a edificar a Igreja do Senhor".

O Dízimo nasceu do coração agradecido do homem que espontaneamente oferece a Deus fruto do seu trabalho, assim foi com Caim que deu dos frutos da terra e Abel das primícias de seu rebanho. (Cf.: Gn4,3-5). Muitas vezes experimentamos sensações que de tão significativas não suportamos sua intensidade e nos vem o desejo livre de compartilhar com alguém, creio eu que assim aconteceu com Caim e Abel – cheios de gratidão, dão alegremente a Deus dos frutos do suor de seus rostos. Pois é, "há mais alegria em dar do que receber".(At 20,35)

Diz a Igreja no Brasil que “o Dízimo é meta a ser atingida. Não é mera exortação ou um objetivo desejável. As Igrejas Particulares devem buscá-la”. (Estudos CNBB 8, p. 9,10). Dentro desse espírito devemos assumir a Semana Diocesana do Dízimo com muita convicção: sabendo o que é, para que serve e na certeza de nos alegrarmos com os seus resultados. O profeta Malaquias nos incentiva, quando diz: “Fazei a experiência, diz o Senhor dos exércitos, e vereis se não vos abro os reservatórios do céu e se não derramo a minha bênção sobre vós muito além do necessário”. (3,10s). Os membros das Equipes paroquiais ou das comunidades ganharão mais experiências com a Semana, os dizimistas o farão com mais fervor, os que ainda ‘não dão a Deus o que é de Deus’ pensarão melhor e tomarão a decisão de fazê-lo como ato de gratidão ao Criador e amor à Igreja onde receberam a graça do Batismo e bebem da fonte comum dos outros Sacramentos e um dia serão Encomendados para a casa do Pai. 

Para a Semana do Dízimo produzir seus frutos cada Paróquia/Comunidade deve organizar ao máximo suas atividades com agentes dinâmicos(as) e com muita vontade de trabalhar em equipe. As paróquias/comunidades que não tiverem suas coordenações do Dízimo devem aproveitar este período para criá-las e capacitá-las para que terminando a Semana continue o trabalho organizado em prol da conscientização e da arrecadação do Dízimo. As atividades devem ser constantes, criativas, duradouras e só assim seus frutos serão permanentes; e nossa Diocese poderá seguir seu caminho com a co-responsabilidade de todos e sua autonomia financeira, podendo cuidar bem da evangelização ao cuidar da formação de seus leigos e suas leigas e sendo justa com as pessoas que dedicam tempo integral na diocese, zelar pela manutenção de seus padres, contribuir com as religiosas, garantir a formação dos seminaristas e realizar ações capazes de contribuir com a superação da pobreza pela formação da consciência cidadã e da caridade emergencial. Pode ser utopia, mas há possibilidade de ser real se todos participarem e derem de si com esforço pessoal e coletivo.

Que nossa Senhora da Conceição, padroeira da diocese, nos ajude com sua experiência de Visitadora, a percorrer as casas de nossas cidades e povoados levando esta boa notícia de gratidão a Deus pelo tudo que d’Ele recebemos e que saibamos convencer nossos irmãos e irmãs desta verdade: "Dê cada um, conforme seu coração mandar, sem pena nem constrangimento. Deus ama quem dá com alegria". (2Cor 9,6-7). Por isso espero que aproveitem bem esta Cartilha, primeiramente preparada e usada pela paróquia Santa Inês, agora revisada e acrescentada, instrumento indispensável na I Semana Diocesana do Dízimo. Boa Semana, com muitas bênçãos do céu!

Atenciosamente,

+ Dom Sebastião Lima Duarte – Bispo de Viana