Sabor da Palavra
  • A+
  • a-

“Pai Nosso Que Estás no Céu

“PAI NOSSO QUE ESTÁS NO CEU”


Mateus 6,7-15


Quando orardes, não useis de muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras. Não sejais como eles, pois o vosso Pai sabe do que precisais, antes de vós o pedirdes. Vós, portanto, orai assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, como no céu, assim também na terra. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. Perdoa as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos que nos devem. E não nos introduzas em tentação, mas livra-nos do Maligno. De fato, se vós perdoardes aos outros as suas faltas, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. Mas, se vós não perdoardes aos outros, vosso Pai também não perdoará as vossas faltas.

REFLETINDO A PALAVRA

Queridos irmãos e irmãs, mas uma vez estamos aqui, para juntos compartilharmos esse minuto de conversa.

Jesus hoje não só nos convida, como também nos ensina a rezar.

O oração do Pai Nosso é o nosso maior ensinamento de praticidade quanto a oração. Através dela nos interligamos ao Pai que está no céu, olhando por nós, e esperando um minutinho só do nosso tempo para poder conversar com a gente.

Quantas vezes desperdiçamos partes tão importantes da nossa vida com coisas que não nos leva a nada, nem a lugar nenhum e esquecemos que tem um Pai, aquele que nos salva, nos livra das tentações e perdoa os nossos pecados.

Ensina-nos a perdoar a quem nos tem ofendido como também ensina-nos a amarmo-nos uns aos outros.

O amor que o nosso Pai tanto tem nos falado, seria, pois a chave para a salvação. Mas descuidamos e assim como diz aquela musica: “deixando a vida nos levar”. Pra onde ninguém sabe, mas todo aquele que não sabe aonde vai, também não sabe onde está, nem tampouco onde esteve.

E esse é o exemplo do homem que não reza.

Tomemos a Palavra de hoje como ensinamento e assim como o Pai, que nos ama e está sempre disposto a nos ouvir, que possamos também abrir o nosso coração e com Ele ter um  minutinho se quer de oração e diálogo. Ele com certeza vai ficar agradecido e o mundo terá mais paz.

Fiquemos com Deus.

Francisco Cavalcante Rolim

Pastoral Familiar de Santa Inês