Sabor da Palavra
  • A+
  • a-

"Olha primeiro a trave no teu olho"

Olha primeiro a trave no teu olho

Mateus 7, 1-5


“Não julgueis e não sereis julgados. Pois com o mesmo julgamento com que julgardes os outros sereis julgados; e a mesma medida que usardes para os outros servirá para vós. Por que observas o cisco no olho do teu irmão e não reparas na trave que está no teu próprio olho? Ou, como podes dizer ao teu irmão: ‘Deixa-me tirar o cisco do teu olho’, quando tu mesmo tens uma trave no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu próprio olho, e então enxergarás bem para tirar o cisco do olho do teu irmão”.

 

REFLETINDO A PALAVRA

Conta a história que um dia Gandhi estava na sua reflexão diária e de repente apareceu uma senhora com uma criança e disse lhe: - Senhor pede para o meu filho não comer muita açúcar? Ele come açúcar demais. Eu já não agüento mais vê-lo assim.

Gandhi, na sua simplicidade olhou para a criança, depois olhou para a mulher e pediu-lhe que a mesma viesse um mês depois.

Com um mês a mulher apareceu lá com a criança e foi ao encontro de Gandhi. Depois que se apresentou, Gandhi olhou pra criança e disse: - Filho, não como mais açúcar.

A mulher esperou que ele dissesse mais alguma coisa, como esse não se manifestou mais ela surpresa disse: - E o senhor não vai dizer mais nada? Só isso? Porque num disse no dia em que aqui estive a um mês atrás? Ele respondeu: É que naquele dia eu também comia açúcar.

Se hoje sou membro do Terço dos Homens, eu tenho que mostrar para os outros que sou um homem convertido a Deus através da reza do terço e não ficar me escondendo por trás dele. Se sou um agente de Pastoral Familiar, tenho que dar o meu testemunho de marido, de esposa. Só assim terei condições suficiente de levar uma palavra a um casal.

O testemunho é a razão de tudo. Através do testemunho manifestamos a nossa fé e o nosso desejo.

Sinta a presença de Cristo em sua vida e através dela se manifeste, mostrando a alegria de poder senti-lo.

A partir do momento em que você encontra Deus a tua paz te fará pessoa livre e com condições de enxergar o bem e direcionar o próximo.

A pessoa cega para Deus desconhece a si e ao próximo.

“Não julgueis para não serdes julgados”. O teu testemunho te fará pessoa segura a servir o próximo.

Deus precisa de tua paz e tua paz curará conflitos e feridas. A tua paz te manterá abençoado pelo Senhor Jesus.


Francisco Cavalcante Rolim

Pastoral Familiar de Santa Inês