Sabor da Palavra
  • A+
  • a-

O Verdadeiro Espírito do Natal

“Ao mundo falta verdade e amor, porque expulsou de si o Espírito Santo, que é amor e verdade”.

Beta Elena Guerra
Apóstola do Espírito Santo

O verdadeiro espírito do iluminado Natal é o Divino Espírito Santo. O Santo Natal é compreendido para aqueles que vivem no Espírito Santo.

• “João ficará pleno do Espírito Santo” (Lc 1,13-15).

• “Maria, o Espírito Santo virá sobre ti e o poder do Altíssimo vai te cobrir com a sua sombra” (Lc 1,35).

• “Isabel ficou repleta do Espírito Santo” (Lc 1,42).

• “Zacarias repleto do Espírito Santo” (Lc 1,67).

• “Simeão movido pelo Espírito Santo” (Lc 2,25-27).

• “Ana, a profetiza, cheia do Espírito de Deus” (Lc 2, 36-38).

• “E o Espírito Santo desceu sobre Jesus em forma corporal, como uma pomba” (Lc 3,22).

• Os Apóstolos, diáconos e toda igreja eram cheios do Espírito Santo (At 1,14; 2,4;4,31; 6,1-3).

A dimensão para sentir a glória da Festa do Santo Natal é para quem recebeu no coração o derramamento do amor de Deus pelo Espírito Santo (Rm 5,5).

Só podem viver o autêntico espírito natalino aqueles que obedecem ao Espírito Santo (At 5,32).

A caridade sincera, o bem ao nosso semelhante e a dignidade pela pessoa humana são frutos e atitudes da espiritualidade pacletológica.

Uma vida abissal no Espírito Santo sempre será o espírito verdadeiro do belo e Santo Natal!

O Espírito Santo do Natal é “um espírito de sabedoria e de entendimento, espírito de conselho e de fortaleza, espírito de conhecimento e de temor do Senhor” (Is 11,2). É principalmente um espírito de justiça. Se nós temos o verdadeiro espírito do Natal, deveremos partilhá-lo com pobres e aflitos, e seremos julgados com justiça (Is 11,4). Se tivermos o espírito do Natal verdadeiro, estamos levando as pessoas a Cristo, que, então, dará a essas pessoas o Seu coração para os pobres e sofredores.

Como dissemos, o verdadeiro espírito do Natal é o Espírito Santo, que nos leva a depender totalmente de Jesus Cristo e a fazer justiça aos pobres e oprimidos. O verdadeiro espírito do Natal é o de Jesus, Maria e José, na manjedoura de Belém e em nossos corações.

Viver o espírito do Natal é viver uma vida de avivamento nas chamas ardentes do Espírito Santo. É colocar a vida para virtudes dos Dons e frutos do Espírito Santo. É ser cheio do Espírito Santo para proclamar Jesus Cristo como Senhor e o único Salvador da humanidade.

Dentro desse contexto o cristão é dominado pela graça, pelo amor, pela verdade, pela comunhão e pelo serviço da obra de Deus e pelo próximo.

Natal é a festa do maior e mais belo aniversário que existe na face da terra, cujo aniversariante é o Salvador do mundo. Seu nascimento mudou a história da humanidade e continua mudando a vida de muita gente no mundo inteiro.

Jesus Cristo é o presente de Deus que continua presente entre nós. Natal é a verdade que nos liberta de tudo que é falso e efémero.

O verdadeiro espírito do Santo Natal é com a Sagrada Família e a centralidade trinitária.

“A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vocês” (2 Cor 12,13).