Diocese de Viana

(98) 3351-1174

Notícias › 27/02/2020

Luta contra os abusos: chegam as forças-tarefa para apoiar os bispos

cq5dam-thumbnail-cropped-750-422-1

O combate ao abuso de menores cometido pelo clero dá um novo passo no Vaticano e em toda a Igreja. Conforme anunciado pela Sala de Imprensa da Santa Sé, na próxima sexta-feira (28/02), às 11h30, haverá um encontro com os jornalistas, onde serão apresentadas as forças-tarefa que ajudarão as Conferências episcopais na preparação e atualização das diretrizes sobre a proteção de menores e as iniciativas implementadas para reforçar a prevenção e o combate aos abusos.

Participarão do evento, o mons. Juan Ignacio Arrieta Ochoa de Chinchetru, secretário do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, e pe. Federico Lombardi, presidente da Fundação Vaticana Joseph Ratzinger-Bento XVI, moderador do encontro sobre “A proteção dos menores na Igreja”.

Um ano após o encontro sobre “A proteção dos menores na Igreja”, realizado no Vaticano de 21 a 24 de fevereiro de 2019, a Sala de Imprensa da Sé fez um elenco, num comunicado, dos passos realizados desde março daquele ano, nas reuniões mensais na Secretaria de Estado que envolveram os prefeitos dos dicastérios interessados e vários especialistas.

Projetos

Os projetos realizados até agora são a Carta Apostólica em forma de Motu Próprio sobre a Proteção dos Menores e das pessoas vulneráveis (26 de março de 2019), a Lei 297 para o Estado da Cidade do Vaticano (26 de março de 2019), as Diretrizes para o Vicariato da Cidade do Vaticano (26 de março de 2019), o Motu Próprio Vos estis lux mundi (9 maio de 2019); uma mesa jurídica para acompanhar e ajudar os dicastérios na aplicação do Motu Proprio Vos estis lux mundi, presidida pelo mons. Filippo Iannone e composta por representantes da Secretaria de Estado e das Congregações para a Doutrina da Fé, para as Igrejas Orientais, para os Bispos, para a Evangelização dos Povos, para o Clero, para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica; o Rescriptum ex Audientia SS.mi, com o qual o Papa Francisco promulgou a Instrução sobre a confidencialidade dos casos (17 de dezembro de 2019); e o Rescriptum ex Audientia SS.mi, com o qual o Santo Padre introduz algumas modificações nas “Normae de gravioribus delictis” (17 de dezembro de 2019).

Francisco, recorda a nota da Sala de Imprensa da Santa Sé, confiou em novembro de 2018 ao substituto para Assuntos Gerais da Secretaria de Estado, dom Edgar Peña Parra, a tarefa de auxiliar a Comissão organizadora do encontro “A proteção dos menores na Igreja”, composta pelos cardeais Blaise Cupich e Oswald Gracias, por dom Charles Jude Scicluna e pelo pe. Hans Zollner, na preparação do encontro. No final da reunião, o Papa Francisco aceitou o pedido de ajuda dos bispos para enfrentar os casos de abuso cometidos por clérigos, encarregando a Secretaria de Estado de encontrar, junto com os membros da Comissão organizadora do encontro, soluções concretas.

Via Vatican News

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.