Notícias da Diocese › 19/07/2019

Sob o olhar da Misericórdia

Há dois meses que cheguei às terras maranhenses como bispo da Diocese de Viana, quero compartilhar com todos vocês minhas primeiras impressões.

No início do meu ministério episcopal tenho experimentado a hospitalidade e o carinho de um povo simples, bom e acolhedor, bem como expressões sinceras de fraternidade por parte dos padres, lideranças e agentes de pastoral.

Já tive a oportunidade de visitar quase toda a diocese e o que percebo é que o trabalho pastoral aqui é grande e podemos contar com uma presença significativa de sacerdotes, diáconos, religiosos(as) e leigos que enriquecem nossa missão e nos ajudam muito no cuidado pastoral de diferentes paróquias de nossa diocese.

Em apenas dois meses já tive a oportunidade de me reunir com os bispos do Regional Nordeste 5, de me encontrar com os religiosos e religiosas da diocese, de participar de reunião com o Conselho Presbiteral, com o clero, os seminaristas e com o Conselho Pastoral da diocesano, além das visitas às diversas paróquias.

Tem muito a ser feito nesta porção do Povo de Deus, contudo percebo um povo disposto a colaborar com a proposta do Papa Francisco de uma Igreja em constante saída missionária, a acolher as Diretrizes Gerais para a Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2019-2023), bem como os desafios apresentados por nossa realidade social com um histórico de nossa igreja particular está envolvida na promoção da pessoa e dos direitos humanos.

No tocante a realidade social, é visível a precariedade das estradas quase intrafegáveis, bem como na área da saúde, educação, segurança e moradia. O agronegócio se impõe com toda a sua força devastadora.  Entretanto, forças vivas da nossa Diocese em articulação com os setores organizados da sociedade seguem na luta para garantir condições de vida mais digna para o povo.

Reconhecendo todo o esforço que já se fez para a Diocese de Viana enfrentar e superar sua crítica e preocupante situação econômica e administrativa, sentimos a necessidade de organizar melhor esse aspecto de nossa diocese no sentido de desenvolver: a adoção de práticas administrativas e contábeis técnicas, transparentes e eficientes; o funcionamento de setor de contabilidade diocesano para apoio e assessoria administrativa; o estudo criterioso e atento na busca e realização de novos projetos para gerar novas fontes de recursos; elaboração de um planejamento administrativo-econômico, etc.

Acreditamos que a promoção da corresponsabilidade entre o clero e a elaboração de medidas administrativas eficazes, planejadas e pensadas tecnicamente poderão ser um fecundo caminho, que precisa ser intensificado e desenvolvido.

A partir desse horizonte, desejo priorizar a unidade e o trabalho de comunhão eclesial em todos os níveis; o trabalho pela evangelização, pela justiça e a paz, acolhendo os pobres em todas as suas expressões. Com o coração aberto para ser receptivo, simples e amoroso, como um pastor com “cheiro de ovelhas”.  Com nossa disposição o Senhor irá mostrando outras necessidades e nos inspirará a forma de respondê-las.

Que a Virgem Maria, nossa padroeira aqui sob o título de Imaculada Conceição, nos acompanhe no início do meu episcopado e que ela como mãe dos apóstolos nos ajude a fazer sempre a vontade de Deus, com o seu manto protetor nos acompanhe em todos os caminhos que devemos percorrer.

 

+ Evaldo Carvalho dos Santos, CM

Bispo da Diocese de Viana

Imprimir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *